quinta-feira, abril 27, 2017

Instante

Estar vivo se confunde com o ato de sentir
E quanto mais intensamente se sente
Mais vivo pode-se dizer que se está

Cada ato que leva a vida ao limite
Faz por si só a vida valer a pena
É a existência levada até a sua máxima potência
Ao menos por um instante

Mas o que é um instante?
A vida é um instante...
Então aquele instante vale por uma vida.

domingo, janeiro 29, 2017

História da sua Vida e Outros Contos (Ted Chiang)



No fim do ano passado assisti ao trailler do filme "A Chegada", pelo qual imediatamente me interessei, uma vez que ele trazia conceitos de ficção científica inéditos para mim até então, aparentemente abordados com uma seriedade dificilmente observada em Hollywood para os filmes do gênero.  Sem a possibilidade de assistir ao filme, acabei me deparando com o livro de contos lançado por Ted Chiang, que contém exatamente a história que inspirou o filme em questão.  Comprei-o.

O livro traz oito contos, escritos entre 1990 e 2002, que receberam nove premiações literárias importantes, dentre eles Nebula, Hugo, Locus, Sturgeon, Sidewise e Seiun.  Tudo isso era um grande incentivo para iniciar a leitura do livro, mas mais do que isso, ao final de cada texto eu ficava perplexo com a genialidade do autor.  Eis os meus contos preferidos do livro:

"História da sua Vida" aborda as implicações de uma visita alienígena e a dificuldade de entender a sua linguagem e de fazer ser entendido por eles, com a preocupação latente de que eles não entendam tanto a nosso respeito, para o nosso próprio bem.  Revela-se então um novo sentido da linguagem e da maneira de se pensar; uma ampliação da perspectiva da existência.  A experiência pessoal com essa leitura pode ser transcendental para uns, aterradora para outros.

"A Torre da Babilônia" é uma ficção científica que poderia ter sido escrita na época e nos lugares descritos no Velho Testamento.  A ideia é retratar o vislumbre que se poderia esperar da mente mais imaginativa daquela época em que estaria sendo edificada uma torre com a finalidade de levar o homem para mais perto de Deus.

"Divisão por zero", assim como em "História da sua Vida", retrata a relação humana intrincada nos acontecimentos que justificam a classificação do texto como ficção científica.  Uma mulher, estudiosa da matemática, ao formular uma inovadora equação, constata algo que pode derrubar todas as certezas que tinha até então, enquanto degringola a relação com o seu marido.

Em "O inferno é a ausência de Deus" é mostrada uma realidade em que os anjos e demônios manifestam-se abertamente entre os seres humanos.  Quanto aos anjos, eles irrompem a nossa realidade, causando mortes a quem estiver no caminho, mas, com o seu brilho celestial, também curam alguns afortunados que presenciam o milagre de sua aparição.  Cegos passam a enxergar e pessoas levantam-se de suas cadeiras de rodas.  Nessa história, céu e inferno são de fato lugares para onde se vai após a morte, e é possível ver a alma desencarnar e se dirigir para o local de direito.
Nota: 9.